HIDDEN FIGURES | OPINIÃO

"Hidden Figures" ou "Elementos Secretos" (título em Portugal) era provavelmente, um dos nomeados aos Oscars 2017 que eu mais tinha curiosidade para ver.

A princípio pensei em deixá-lo para o final. Estava extremamente interessando em ler o livro, que também foi lançado em Portugal em Janeiro pela Harpercollins, mas a curiosidade falou mais alto e parti directamente para o filme.
A incrível história de Katherine Johnson, Dorothy Vaughn e Mary Jackson – mulheres afro-americanas brilhantes que trabalham na NASA e são os cérebros por trás de uma das maiores operações da história: o lançamento do astronauta John Glenn para a órbita, um incrível feito que restaura a confiança da nação, agita a Corrida Espacial e reanima o mundo. O trio visionário atravessa género e raças para inspirar as gerações a sonharem alto.

Eu gostei deste filme. Estava à espera de gostar mais. Embora não tenha sido surpreendido a 100% pelo filme, acabei por me interessar pela história, principalmente por ser um curioso nos assuntos da NASA.

Apesar de não deslumbrar com planos belíssimos ou com uma banda sonora explêndida, o filme acabou por me envolver pelo ênfase das palavras, a força com que o argumento aborda, de forma provocadora, o tema do racismo, como coloca em causa a hierarquia entre homem e mulher no meio profissional. Dei por mim, num exercício constante, ao longo de duas horas, de questionar a actualidade do mercado de trabalho.

Seria capaz de resumir este filme a um ditado popular, "por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher", e este filme é exactamente isso. Poderia alterar esse ditado popular para "por trás de homem BRANCO há um mulher NEGRA", tornando-o ainda mais provocador, dado a época em que a acção decorre.


"Hidden Figures" está nomeado em três categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz Secundária e Melhor Argumento Adaptado

Em relação à categoria de Melhor Filme, honestamente acho que "Hacksaw Ridge" deveria ser o grande vencedor (acho que ainda nenhum dos outros nomeados que já vi me arrebatou tanto quanto aquele filme). 

O facto de a Octavia Spencer ter sido nomeada para Melhor Atriz Secundária, deixa-me ligeiramente incomodado. É verdade que ela é uma excelente atriz, e até já ganhou o Oscar nesta categoria em 2012 pela sua magnífica prestação em "As Serviçais", mas neste filme ela não teve uma interpretação digna de Oscar (como disse a Dora do canal Books and Movies), aliás, na minha opinião, se Academia queria nomear alguém deste filme, deveria ter nomeado a Taraji P. Henson na categoria de Melhor Atriz (não estou a descredibilizar a prestação da Octavia Spencer, mas vamos ser honestos, Viola Davis teve uma prestação brutal em "Fences", e não merece ser ignorada).

Já a nomeação para Melhor Argumento Adaptado não posso sequer comentar porque não li o livro, logo, não tenho noção se a adaptação foi ou não feita da forma mais correcta.


Apesar de o filme não me ter surpreendido continuo com uma vontade enorme de ler o livro. Não sei qual foi a abordagem da Margot Lee Shetterly à narrativa, mas estou com vontade de descobrir mais pormenores sobre estas três mulheres.

Share:

0 comentários